Home / Notícias / Aspa comemora 57 anos de trabalho pelos servidores públicos

Aspa comemora 57 anos de trabalho pelos servidores públicos

Para falar dos 57 anos da Associação dos Servidores Públicos de Araraquara (Aspa), seu presidente, Adilson Custódio, e o vice, Paulo Dimas Cezar, ocuparam a Tribuna Popular da Câmara Municipal de Araraquara, nesta terça-feira (28), durante a Sessão Ordinária de número 100 da atual Legislatura.

O primeiro ponto destacado foi a história de dedicação por mais de meio século em Araraquara, inclusive com a modernização e modificação do estatuto, para contemplar e abrigar os servidores do todas as esferas dos três poderes: municipal, estadual e federal.

A Associação dos Servidores Públicos de Araraquara foi fundada em 29 de maio de 1962 e reconhecida como de utilidade pública, através da Lei nº 7.790/63, não tendo fins lucrativos.

Os oradores lembraram que os objetivos da Aspa são: maximizar o bem-estar dos associados e seus dependentes, defender os interesses coletivos dos associados, aqueles que são servidores públicos municipais, estaduais, federais, temporários, comissionados, ativos, aposentados, pensionistas e, recentemente, podendo associar-se parentes até o segundo grau dos associados consanguíneo ou por afinidade.

Destacaram ainda os projetos e parcerias que a entidade vem implementando em uma rede que reúne lojas, prestadores de serviço e profissionais liberais, o que favorece diretamente os associados.

Entre os benefícios apontados estão convênio com planos de saúde, com tabelas de preços diferenciadas e serviços de saúde com empresas e profissionais como dentistas, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, psicólogos e laboratórios também com preços mais atrativos.

Seguro de vida, auxílio funeral, lazer e turismo e assistência jurídica foram mais alguns benefícios oferecidos. Dimas frisou ao final do pronunciamento: “quero convidar os servidores públicos de todas as esferas que venham nos visitar e conhecer a Aspa, venham nos ajudar a ajudar os servidores públicos”.

Compartilhe

Leave a Reply