Home / Escola do Legislativo / Escola do Legislativo e Diretoria Regional de Ensino discutem Parlamento Jovem

Escola do Legislativo e Diretoria Regional de Ensino discutem Parlamento Jovem

Na tarde de quarta-feira (13), a vereadora Thainara Faria (PT) e Ana Paula Escamilha, respectivamente, presidenta e assistente técnica da Escola do Legislativo (EL) da Câmara Municipal, reuniram-se com o dirigente Marcelo Rosseto e a diretora do Núcleo Pedagógico da Diretoria Regional de Ensino, Sônia Regina Mattiassi Neves, para as primeiras discussões sobre o Parlamento Jovem deste ano.

Thainara e Ana Paula entregaram à equipe da Diretoria Regional de Ensino uma minuta com explicações sobre o projeto e esclareceram dúvidas sobre a programação. “Este ano, a Sessão do Parlamento Jovem será realizada no segundo semestre, mas é importante já começarmos a discutir os detalhes, para que todos os envolvidos estejam alinhados ao iniciarmos”, explica a parlamentar.

De acordo com a programação, as aulas teóricas terão início em agosto, e as oficinas de proposituras começarão em setembro. O foco da reunião foi a preparação dos professores apoiadores, que são os profissionais das escolas que acompanham os estudantes durante o projeto. “O papel deles é fundamental para o envolvimento dos alunos e para facilitar o trabalho dos professores do projeto em sala de aula”, aponta Ana Paula, contando que este ano a EL organizará uma aula demonstrativa para os professores apoiadores antes do início das aulas do Parlamento Jovem.

Sônia e Rosseto manifestaram total apoio ao projeto. “É uma iniciativa muito importante, e faremos tudo ao nosso alcance para viabilizar o projeto nas escolas”, declara o dirigente. A diretora acrescenta: “Podemos ajudar a orientar melhor os professores apoiadores na formulação das proposituras, para que possam ter encaminhamentos em nível municipal”. Até o início de junho, a Diretoria enviará à EL uma lista de potenciais professores apoiadores com horários disponíveis para as aulas.

Esta será a sexta edição do Parlamento Jovem, que envolve alunos dos nonos anos de escolas estaduais, municipais e particulares em aulas teóricas, oficina de proposituras, visita guiada à Câmara Municipal, entre outras atividades, e culmina com uma Sessão com todos os elementos de uma Sessão Ordinária e conta com a participação dos vereadores oficiais.

“O melhor resultado, na verdade, é a participação dos jovens na política. Eles começam a acompanhar a atuação dos vereadores, enviam sugestões de proposituras, passam a informar os familiares. É realmente gratificante”, conclui Thainara.

Compartilhe

Leave a Reply